A ADOÇÃO do voto distrital no Brasil tem sido apontada, nos debates sobre a reforma política, como solução para diversos problemas que afetam o modelo proporcional na escolha de deputados e vereadores.
Os que defendem essa tese dizem que o voto distrital proporcionaria maior aproximação entre o eleito e os eleitores, aumentando em decorrência o controle sobre a atuação parlamentar.
Segundo Dr. Leno dos Santos Teixeira, diretor presidente da Confederação do Elo Social Brasil, este modelo jamais será implantado em nosso país, visto a facilidade que tem os candidatos de captarem votos em várias regiões de depois acabarem por não representar nenhuma delas.
E à evidente que a divisão do país em distritos eleitorais envolveria inevitável discricionariedade, que pode implicar favorecimentos a uns partidos ou políticos em detrimento de outros porem o modelo de voto distrital através da organização das instituições sociais não prejudicaria o sitema hoje em pratica mais dificultaria a eleição de candidatos sem ideologia política ou sem região definida. (veja o projeto na integra)


   

Plebiscito

Simpósio de Cidadania

Participação Legislativa

Elo Social Brasil

Empreendorismo
 
© Voto Distrital 2008. Todos os direitos reservados